Home » » Os beijos de Geórgia e Babi

Os beijos de Geórgia e Babi


A muito tempo atrás, eu falei de quando fui pra Chicago, na casa da minha tia avó, e acabei conhecendo duas lésbicas, que tive o prazer de fotografar durante o banho. Elas eram Geórgia e Babi, a moreninha e a ruivinha deliciosas. Bom, agora vim contar de uma das vezes que pude fotografa-las fazendo algo mais do que apenas um banho: Uma foda completa de Lésbicas. 

***

Quando eu disse para Geórgia, no café depois de duas semanas do que aconteceu, ela ligou para Babi no mesmo instante dizendo que tínhamos que aproveitar meus últimos momentos nos Estados Unidos, e que seria com mais fotografias, mas dessa vez, com algo "mais".

Fiquei excitado, embora, eu já tivesse perdido as esperanças de que comeria as duas, mas, algo me dizia que esse "mais" (more) de Georgia dizia que eu explodiria de tesão debaixo da cueca.
De noite, fomos comer um famoso cachorro quente que tem no centro de Chicago, um pão enorme e uma salsicha de 30 centímetros com uma maionese totalmente misteriosa fazem a lanchonete ter uma fila enorme. Levamos 20 minutos na fila e finalmente conseguimos comer, tomando coca cola. Dali, Georgia e Babi de mãos dadas e eu de vela, fomos para o apartamento.

Chegando lá, Babi disse para eu preparar a câmera  elas iriam fazer uma dança espetacular, e as fotos eu teria de recordação. Concordei, agradeci a elas. Fomos para o quarto, me ajeitei em uma poltrona em frente a cama delas, onde elas subiram. Babi tirou a calça jeans, ficou só de calcinha e de camisa. Georgia não tirou nada, só se aproximou de Babi. Meu pau já estava teso, as duas eram extremamente deliciosas. Georgia olhou para mim: "feel free, take your dick out", algo como: "Fique a vontade, tire seu pau para fora". E foi o que fiz, abaixei o zíper e deixei meu pai saltar para fora, enquanto focava minha câmera nas duas que começaria o show.

Georgia, ruivinha gostosa e de olhos verdes, se aproximou de Babi, olhando penetradamente nela. Babi de pernas abertas na cama deixou que Georgia colocasse sua calcinha de lado, e caísse de boca. Foi lambendo direto o seu clitóris, parou, passou saliva na sua mão com uma lambida fenomenal, e começou a masturbar Babi, enfiando o dedo indicador, começou com movimentos circulares, deliciosos, depois colocou o dedo do meio e começou a enfiar e a tirar o dedo, e caiu de boca de novo, lambendo todo o clitóris de Babi mais uma vez.

Babi começou com os primeiros gemidos, estava contraindo a bucetinha molhada de um jeito delicioso. Georgia não tinha dó, olhou para mim, sorriu, e começou a masturba-la mais rápido, com mais força, e caiu de boca de novo. Babi aumentou seus gemidos, estava alucinada com aquela masturbação e com aquelas lambidas.
Se beijaram, um beijo demorado, mas que não impediu Georgia de continuar masturbando Babi.

Depois do beijo, Babi entregou seus seios para Georgia, que tirou a sua camisa e caiu de boca nos seus seios durinhos. Enquanto mamava nos peitinhos de Babi, a mesma se levantou e começou a tirar a calcinha. Georgia se levantou e foi subindo na cama, sem tirar os dedos da bucetinha de Babi. 

Foi a vez de Babi se levantar, ficou em pé massageando os seios de Georgia, enquanto a doida não parava de a masturbar. Babi de bunda empinada para mim, começou a tirar a camisa de Georgia e a mamar em seus peitinhos. Georgia parecia soltar uns gemidos forçados, mas mudou quando a mão de Babi pousou em cima de sua xota. Georgia tirou e jogou a calça jeans longe, Babi colocando a calcinha da namorada de lado começou a masturbação em sentido circular.
Os movimentos com o quadril de Georgia aumentaram, ela não parava de rebolar, de se mover, e seus gemidos aumentaram.

A boca de Babi estava aberta como de quem esta com água na boca. Ela estava adorando, e as duas começaram a se beijar. Não largaram o beijo nenhum minuto. Babi quando não estava beijando sua namorada, estava mordiscando o pico do seio dela.

O dedo indicador e o do meio de Babi pressionavam o clitóris de Georgia entre eles. Georgia socou a mão na buceta de Babi, e as duas começaram a se masturbar de leve.

Georgia tirou a mão de Babi de sua buceta e a deitou na cama. Cuspiu na buceta da namorada e enfiou dois dedos nele, começou com movimentos bem rápidos de vai e vem. E depois caiu de boca de novo. Enfiando três dedos, quatro dedos. Babi fechou os olhos e só gemia, não conseguia parar. Georgia estava pronta para colocar até o polegar, mas seus movimentos de vai e vem, repetidamente, fez Babi gritar de prazer, segurar os cabelos e levantar a cabeça, louca de tesão.


Com quatro dedos dentro da buceta de Babi, Georgia caiu de boca, com a linguinha indo de cima para baixo freneticamente na xaninha da namorada, depois, começou uma sucção que fez Babi pirar, berrar.

Com o berro e com a goza toda saltando de sua buceta incontrolável. Georgia começou um vai e vem mais forte, mais frenético. Foi onde Babi pulou para cima de Georgia e a beijou, um longo beijo demorado e molhado.

Meu pau estava quase gozando, sozinho, sem toca-lo. Babi lançou Georgia na cama agora, que ficou de quatro. Ela se enfiou debaixo da namorada, ficou masturbando sua buceta na minha frente, enquanto Georgia, de quatro na cama e com a cara de Babi embaixo de sua buceta, gemia com a língua dela. Babi não parava de chupar a buceta de Georgia, que continuava rebolando e gozando em cima de sua cara. E Babi, que não parava com a língua, também não parava de se masturbar, nenhum segundo. Podia ver a goza escorrendo pela buceta e indo para a bunda.

Georgia começou a gemer muito alto, seu rosto começou a ficar vermelho. Ate que ela ficou de frente para Babi, e as duas fizeram um 69. Babi não parou de chupar a buceta de Georgia em nenhum segundo, e Georgia, agora em cima de Babi e com a cara em sua xana, já foi enfiando dois, três, e depois quatro dedos naquela buceta pulsando, inchada e gozada. E caia de boca quando Babi gritava de prazer.


Ambas estavam muito molhadas de goza, as pernas de Babi tremiam de prazer, e os seus gritos eram abafados pela buceta de Georgia em sua cara, com o quadril rebolando sem controle.
Georgia saiu do rosto de Babi, as duas se sentaram na cama e começaram a se beijar. Um beijo demorado, apaixonado, parecendo dois adolescentes em frente da escola.


Se abraçaram, Babi passou a perna direita por cima da perna esquerda de Georgia, e ambas já estavam com as suas xotinhas grudadas. Muito molhadas de tanto gozo e libido, elas começaram a fazer movimentos com o quadril, esfregando seus clitóris um no outro. Babi foi a primeira a ficar sem gemidos, sem conseguir emitir nenhum som de tanto prazer. Georgia ergueu a cabeça e virou os olhos, nao estava aguentando o tamanho que aquele toque de clitóris com clitóris proporcionava. Ambas começaram a aumentar a velocidade. Babi segurou o joelho de Georgia e os movimentos de um clitóris encostando no outro foi mais rapido, uma goza ejaculou da buceta toda molhada de Babi, que de um impulso com o corpo todo para frente, chegando ao fim da foda. Georgia despencou na cama, sua buceta exausta, abrindo e fechando com contrações de um orgasmo intenso.

Ambas gozadas, cansadas e com suas bucetas inchadas de tanto gozar. Já não aguentavam mais.

Georgia riu, olhou para mim com o pau teso para fora da calça, todo babado. Havia tirado muitas fotos, mais de 500 na brincadeira toda. Babi olhou para mim, olhos arregalados e pau saltado para fora e também riu. "We're sorry, we can not help you" (Nos desculpe, nao podemos te ajudar). Eu entendi, elas eram lésbicas mesmo, nada de bissexuais, e não podiam me ajudar com o meu pau duro. Continuaram se beijando, tirei mais algumas fotos daqueles beijos longos e demorado. Nunca assisti duas lésbicas fazerem amor, foi tão prazeroso pra mim que parecia um sonho, e dos bons.

Pedi para lavar o rosto no banheiro delas, quando tranquei a porta acabei socando a punheta mais rápida da minha vida. Três batidas e minha porra voou pelo banheiro.

Elas eram encantadoras.

***

E aí meu caro leitor ou leitora? Gostou do conto? Arrumar essas imagens e descrever o texto todo deu trabalho, porque nao retribui comentando ou divulgando o texto no twitter ou para o amigo? Até mais.


 
Support : Copyright © 2015. PUTAS ESPERANDO O COMEDOR - All Rights Reserved